Estratégias para o Marketing Viral

Para continuar a idéia lançada no post “O Buzz do Marketing Viral”, é necessário expor as estratégias usadas atualmente para estimular a viralidade, que podem ser especialmente interessantes quando as empresas utilizam as diversas ferramentas disponíveis na Web Social. Dentre as estratégias mais utilizadas se destacam:

1 – Passe adiante: Mensagem que anima o usuário a passar a outros. A forma mais simples que pode exemplificar essa tática são as correntes que incluem um pedido para o usuário reenviar a mensagem. Outra forma muito utilizada é incitar a recomendação de um produto, como é o caso das redes sociais que precisam de convite para se tornar membro. (Tuenti, Orkut no início, Spotify)

2 – Viral incentivado: É oferecida uma recompensa por reenviar a mensagem ou por fornecer o contato do e-mail de alguém. Essa tática é mais efetiva quando se requere que um terceiro usuário realize alguma ação. Muitos concursos online oferecem mais possibilidade do participante ganhar dependendo do número de contatos que ele indicar.

3 – Marketing Encoberto: A campanha não é imediatamente identificada, normalmente é apresentada como uma página,  notícia atrativa ou inusitada, mas sem fazer referência clara a nenhuma marca. É uma forma de product placement. A empresa que realiza essa ação de marketing realiza um esforço para que o usuário sinta que fez uma descoberta espontânea ao associação a peça com alguma marca, com a intenção de promover o comportamento de reenvio da informação de forma natural.

4 – Marketing do rumor ou polêmica: Tática que consiste na propagação de anúncios, noticias, ou mensagens que ultrapassam os limites apropriados ou do bom senso. Se busca criar discussões e polêmica que atue como geradora de publicidade ao expandir o rumor boca a boca.

5 –  Base de dados administrada pelos usuários: Utilizam aqueles serviços online que tornam possível os usuários criar listas próprias de contatos, usando uma base de dados oferecida pelo servidor da empresa em questão. Ao convidar outros membros para participar de uma comunidade, os usuários estão criando uma rede de contatos viral e auto-reprodução que crescerá de forma natural. Por exemplo, o Gmail que permite exportar a lista de contato do outlook para a base de dados online do próprio e-mail, a qual será administrada pelo usuário facilitando o envio de informação a seus contatos, aumentando o número de usuários de forma viral.

Todas essas estratégias podem ser consideradas válidas para estimular a viralidade. Não se esqueçam que não existe um método para constituir uma campanha viral desde sua criação, esse é um atributo que é dado a ela pelos usuários. Sendo assim, fujam de agências que  prometem criar um viral, os esforços são idôneos, mas a promessa é falsa. Não existe um método que garanta que o Buzz será gerado.

Anúncios

O Buzz do Marketing Viral

O marketing viral é uma estratégia de marketing que, mediante processos de auto-reprodução viral, que tem uma certa similaridade com o processo de propagação de um vírus informático, explorando as relações que se estabelecem em redes sociais já existentes para produzir um aumento exponencial na difusão de uma mensagem. (Silveira, 2008). Desse modo, as campanhas de Marketing Viral costumam ter cobertura da mídia mediante a difusão de histórias insinuantes, com o apoio da idéia de que os usuários distribuirão conteúdos divertidos e interessantes.

Não podemos esquecer do papel dos denominados “centros de redes”, ou seja, usuários que se comunicam mais que uma pessoa normal para comentar um produto. São os tradicionalmente conhecidos como lideres de opinião. Esses centros de redes criam vínculos entre seu sistema local e o mundo exterior, até que a mensagem atinja, em um curto espaço de tempo, um grande número de pessoas.

Também se utiliza o termo Buzz Marketing como equivalente ao Marketing Viral, devido ao fato que buzz é uma palavra inglesa que significa zumbido, e para que uma mensagem se propague rapidamente de “boca a boca” é necessário criar um buzz de que todo mundo fale.

Funciona ao modo de uma recomendação e graças a ela é possível aderir a nossa cartela de clientes um cliente mais. Sendo assim, uma recomendação de um produto feita de amigo a amigo implica confiança e credibilidade já que acima de acreditar no produto e seus benefícios, o consumidor potencial apoiará a compra na confiança depositada na pessoa que indicou.

O Buzz envolve os seus destinatários, seduz, evolui nas mãos dos usuários, que a partir da recomendação, persuade outros consumidores.

“Una campanha de marketing não pode ser chamada de viral antes de ser lançada. “Viral” é um adjetivo que uma campanha ganha quando os usuários se apropriam dela, participam, comentam, e distribuem. O valor cresce com o uso, se reforçando quando se multiplica.” (Aguado, 2009)

Está técnica está mais baseada na criatividade  do que no investimento de grande quantias de dinheiro, a tecnologia e a internet supõe um meio ideal para por em prática esse conceito de marketing.

Leia mais no post: Estratégias para o Marketing Viral

Audiências na Web 2.0: O valor do pré-click

Todas as metodologias utilizadas atualmente para medir a audiência na internet se concentram unicamente em quantificar o post-click, ou seja, o momento depois que o usuário clica em um link, ou que carrega um site no seu navegador. Com exceção da aplicação de questionário, as outras técnicas não medem o que acontece antes do click e como esse momento afeta as conversões do site. Esse comportamento prévio ao post-click, chamamos de pré-click, como conceituou o Nacho Carnes.

A partir da observação da mudança no comportamento do público na Web 2.0, podemos defender uma das premissas do estudo Social Medias ad Metrics da IAB, traduzido pelo Tarcízio Silva:

“O valor não é derivado apenas da simples distribuição de conteúdo de marca, mas também das interações adicionais que resultam em compartilhamento, participações e propagação desse conteúdo publicitário através dos usuários. Por fim, mídias sociais adicionam outra camada de valor através de sua habilidade de engajar usuários e criar alcance adicional”

Esse estudo apresenta métricas para mensurar o ROI (do inglês Return On Investment) das mídias sociais, que são as protagonistas da Web 2.0. Para respaldar essa afirmação, Ruth Gamero y Ángle Montero apostam que “o poder do cidadão cobra mais importância que nunca graças a extensão do termo 2.0 y a tudo relacionado com o social, chegando a caracterizar-se a própria Web 2.0 como Web social, tanto quanto os canais e ferramentas sobre os que sustentam as mídias sociais”.

Nesse sentido, o conjunto de ações táticas online que compõe nossa estratégia em internet impactam de forma direta sobre a atividade de busca relacionada com a marca no Google e outros buscadores. Todo esse tráfego gerado antes do usuário efetuar o click deve ser contabilizado, pois os internautas que praticam busca de informação antes de acessar o site da empresa são impactado por milhares de mensagens em fóruns, blogs, redes sociais, etc. E, através de um monitoramento constante desse momento que antecede o click é possível saber se a mensagem que foi lançada na campanha de comunicação está sendo bem recebida ou não pelo target.

Se conceituamos a audiência como o público que uma mensagem pode alcançar dentro de um determinado meio, pode-se entender que o público que foi impactado por uma mensagem online antes de realizar o click também compõe a audiência desse meio de comunicação. No entanto, até hoje eles não são contabilizados em nenhuma das metodologias descritas no post Audiências na internet: Imprecisão x Objeto de análise.

Portanto, a quantificação do pré-clic representa uma mudança de paradigma na medição de audiências em internet, é imprescindível que seja desenvolvida uma metodologia eficaz para medir o tráfego existente antes do usuário clicar. Nesse sentindo temos uma iniciativa de Nielsen Online que com seu sistema inovador BuzzMetrics monitora o tráfego existente em torno de uma marca, seguindo as conversações geradas sobre o tema escolhido pela empresa que contrate o serviço.

Pós-Graduações em Comunicação e Marketing Digital no Brasil

Resolvi fazer um levantamento de todas as pós-graduações em Marketing Digital que existem pelo Brasil, após observar em comunidades e fóruns da internet a repetição de perguntas sobre o tema. Realizei uma busca minuciosa no nosso amigo Google, mas caso tenha esquecido de mencionar alguma, por favor, me envie e-mail ou comentário aqui mesmo no blog. Quanto mais completo o post, mais relevante será a informação. Abaixo segue a lista por estados brasileiros.

 

RIO DE JANEIRO

Gestão Estratégica de Marketing Digital

IGEC – Instituto de Gestão e Comunicação | 400h

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Antropologia e Comportamento do Consumidor, Comércio Eletrônico, Conversão 2.0, Direito Eletrônico e Propriedade Intelectual, Experiência do e-cliente, Gestão de Tecnologias Internet, Inteligência Digital, Marketing de Busca, Marketing de Serviços, Redes Sociais, etc.

Endereço: http://igec.com.br

_____________________________________________________

Pós-Graduação em Marketing Digital

ESPM-RJ | 360 horas

Pré-requisitos: Graduação em qualquer área, Dois anos de experiência em marketing digital, Leitura em inglês,

Processo Seletivo: Análise do currículo e Entrevista pessoal

Principais Disciplinas: Ambiente de Negócios Globalizado; Fator Humano; Estratégias Empresariais; Estruturas e Processos; Marketing Estratégico; Revolução Digital – O que muda no mundo / Casos; Database Marketing; E-commerce (B2C e B2B); Mídia Online (portais, blogs, viral e buscadores); Marketing de Serviços; E-business: Conceitos e Casos; Marketing de Relacionamento; Design e Criação Digital; Internet Móvel; Gestão da Informação; Gestão Financeira; Plano de Marketing Digital

Endereço: Av. Rio Branco, 53, Centro – 20.090-004 – Rio de Janeiro 
Inscrições e informações: www.espm.br

_____________________________________________________

Pós-Graduação em Gestão em Marketing Digital

FACHA – RJ | 360 horas

Pré-requisitos: Ter terminado a graduação.

Processo seletivo: Preenchimento do formulário de inscrição, análise de currículo e entrevista.

Principais Disciplinas: Planejamento e Marketing Estratégico, Inteligência de Mercado, Planejamento de Comunicação, Gestão de Contas, SuperCase, Marketing de Relacionamento Online, Optimização em Mecanismos de Busca, Comunidades e Relacionamento, Gestão de Conteúdo, Usabilidade e a Experiência do Usuário, Gestão do Conhecimento, E-commerce, Webdesign e a Marca na internet, Conteúdo Gerado pelo Usuário: Blogs, Podcasts, Criatividade na Web, Sem trabalho Monografia.

Endereço: Rua da Matriz, 49 – Botafogo
Inscrições e informações: www.facha.edu.br

_____________________________________________________

Pós-graduação em mídias digitais e interativas

Senac Rio | 360h

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: cibercultura e economia digital – modelo de negócios e empreendedorismo – planejamento do projeto -produção e edição de textos – criação e produção de audiovisual – comunicação visual e informacional -conteúdo e interface para mídias digitais – estratégias de marketing digital – desenvolvimento e implementação de projetos – métricas para análise de produtos.

Endereço: http://www.rj.senac.br/

_____________________________________________________

Pós-Graduação  Marketing Digital

Infnet Instituto – RJ | 440h

Pré-requisitos: Ter terminado a graduação.

Processo seletivo: preenchimento do formulário de inscrição, análise de currículo e entrevista.

Principais Disciplinas: Midias Digitais, Cibercultura, Processos de Comunicação, Tecnologias para o Ambiente Digital, Redação e Gestão de Conteúdo, Planejamento de sites institucionais e hotsites promocionais, Search Engine Marketing, Mídias do Marketing Direto, Web Analytics, e-Branding, mídia on-line e mídias sociais, Planejamento de Marketing Estratégico, A Internet e a Estratégia Competitiva, Pesquisa de Mercado e Comportamento do Consumidor Online.

Endereço: Rua São José, 90/2º piso – esquina com a Av. Rio Branco, no Centro do Rio de Janeiro. Tel.: (21) 2122-8800 e informações: www.infnet.edu.br

 

 

SÃO PAULO

I-MBA em Planejamento Estratégico e Marketing Interativo

I-Group/ FIT – SP | 360 horas

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Entrevista via vídeo conferência Web

Principais Disciplinas: Planejamento Web, Usabilidade e Experiência do Usuário, Marketing Digital e Interativo, Mobile Marketing, Mídias emergentes, Métricas e Indicadores de Resultados, TV Interativa, Direito Digital

Endereço: Salas em 12 cidades brasileiras. Sede na Av. Pedroso de Morais, 2188 – Pinheiros – São Paulo – SP 
Inscrições e informações: I-Group: www.i-group.com.br ; 11 3816 4881 ; contato@i-group.com.br

_____________________________________________________

MBA em Marketing Digital e Redes Sociais Web

Unimonte – Santos – SP | 440h

Pré-requisitos: Diploma graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Gerência de Negócios 
Seminário de Integração; Governança e Estratégia Empresarial; Inteligência Competitiva; Economia e Mercado Financeiro; Finanças Corporativas; Gestão de Pessoas; Marketing; Marketing Digital e Redes Sociais Web 
Redes Sociais Web; Negócio e Comércio na Era Digital; Legislação e Ética na WEB; Gestão Integrada da Comunicação Multi Canais e Métricas Web de Desempenho; Mídias Digitais – aplicações, portabilidade e convergência; Search Engine Marketing (SEM) e Search Engine Optimization (SEO); Comportamento do Usuário Web, Ergodesign e Usabilidade.

Endereço: Rua Bras Cubas, 344 – Vila Mathias
Santos – SP
(13) 3228-2100 e informações www.unimonte.br

_____________________________________________________

Gestão e comunicação em hipermídia

Unicid – SP

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Mundo Digital e Comportamento do Consumidor
- Arquitetura de Informação
- Webwriting e Usabilidade
- WebDesign e Usabilidade
- Métricas SEO/SEM- Planos de Mkt Digital, Mídia On-line e Soluções Mobile
- Soluções Corporativas
- Gestão do Conhecimento e Mídias Sociais
- e-commerce
- Gestão de Projetos PMI
- Gestão de projetos Digitais

Endereço: www.cidadesp.edu.br

_____________________________________________________

Pós-graduação em gestão integrada da comunicação digital

ECA/USP |

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo, entrevista, prova

Principais Disciplinas: Comunicação organizacional na era digital, Teoria da comunicação e gestão simbólica dos processos comunicacionais, Ética das interações, Cibercultura: a sociedade em rede e as mídias interativas, Marketing digital, Planejamento da comunicação em redes sociais, Ambientes interativos e os impactos nos usuários, Criação e recepção no mundo digital, Economia da informação e modelos de negócios, Semiótica da marca, Desenvolvimento de projetos web 2.0, Design de hipermídia, Arquitetura da informação e usabilidade, Narrativa textual hipermídia, Narrativas audiovisuais e para dispositivos móveis, Metodologia da pesquisa em comunicação digital, Práticas educativas e didáticas, Projeto de monografia.

Endereço: http://www.digicorpecausp.net/

_____________________________________________________

Pós-graduação em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais

Senac SP | 366 horas

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: N/A – Metodologia: O curso inclui aulas expositivas teóricas, práticas, estudo de casos, seminários e palestras, pesquisas bibliográficas, debates em sala de aula, projetos experimentais e workshops com profissionais da área. Ao longo do curso, os alunos desenvolvem seus projetos, monografias ou estudos de caso, trabalho intensificado após o término das disciplinas. Na nova etapa, de três meses, o aluno recebe orientação de professores especializados no tema escolhido.

Endereço: http://www.sp.senac.br

 

BAHIA


Especialização em Marketing Digital

Faculdade Adventista da Bahia – BA | 420h

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas:

Componente C/H: Seminário de Integração e Pesquisa I 10 E-commerce e webeconomia 20 Teorias da comunicação e novas mídias 20 Comportamento do consumidor on-line 20 Princípios de marketing digital 20 Inteligência de mercado em ambientes digitais 20 Arquitetura de informação e usabilidade 20 Web analytics e métricas de marketing 20 Monitoramento e análise de mídias sociais 20 Planejamento e gerenciamento de marketing digital 20 Criação estratégica e gestão de conteúdo 20 Planejamento de mídia online 20 Marketing em mídias sociais 20 Relações públicas em ambientes digitais 20 Marketing de busca 20 Marketing viral 20 Marketing direto digital 20 Painel de novas tendências em marketing digital 20 Seminário de Integração e Pesquisa II 10 Total 360 TCC 60 Total 420

 

Endereço: http://www.adventista.edu.br/2011/2/2/Pagina3559.htm

_____________________________________________________

 

Pós-graduação em Marketing e Publicidade Digital

Faculdade 2 de Julho – BA | 360h

Pré-requisitos: Ter terminado a graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Novas tecnologias em comunicação; Ambientes Hipermídia e Conteúdo Colaborativo; Conteúdo e Arquitetura de Informação; Design e Usabilidade; Criação e Planejamento de Mídia Digital; Tópicos Avançados em Comunicação e Novas Tecnologias; Marketing Digital e Comércio Eletrônico; Ética, Privacidade e direitos autorais na Internet; Mobile Marketing; Produção e edição de mídias digitais; Docência para a Educação Superior; Metodologia do Trabalho Acadêmico.

Endereço: Coordenação de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão Av. Leovigildo Filgueiras, 81, Garcia Salvador-Bahia 
Fone: (71) 3114-3412 
paulareis@f2j.edu.br e informações www.f2j.edu.br

 

PARAÍBA

Gestão Estratégica da Comunicação Digital

Solaris Cursos | 420h/aula

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: preenchimento do formulário de inscrição e análise de currículo.

Principais Disciplinas: Cibercultura: a sociedade em rede e as mídias digitais interativas, Comportamento do consumidor 2.0, Economia Digital, Gestão de negócios na era digital, Gestão de Relacionamento em Midias digitais interativas e Redes sociais, Planejamento de Comunicação para Midias digitais interativas e Redes Sociais Online, Estratégias para Marketing digital, Modelos de negócios para a web semântica do futuro, Web Analytics,Web Metrics, Search Marketing e Otimização para Mecanismos de Busca, etc. Abaixo segue quadro de professores, do qual faço parte:

Endereço: www.solariscursos.com.br

_____________________________________________________

 

MBA Marketing Digital

Faculdade iDez| 420h

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: preenchimento do formulário de inscrição, análise de currículo e entrevista.

Principais Disciplinas: Marketing Digital (12 horas), Redes Sociais e Cibercultura (24 horas), Marketing de Serviços (24 horas), Comportamento do Consumidor (36 horas),  Marketing Estratégico (24 horas), Pesquisa em Marketing Digital e Redes Sociais (24 horas), Inteligência de Marketing Digital (24 horas), Planejamento Estratégico de Marketing Digital (24 horas), E-commerce (24 horas), Digital Branding (24 horas), Relações Públicas 2.0 (12 horas),  Web Analitycs (24 horas), Direito Digital e Propriedade Intelectual (12 horas), etc.

Endereço: http://www.faculdadeidez.com.br

 

 

MINAS GERAIS

Pós-graduação Premium em Marketing Digital

UniBh – MG | 442h

Pré-requisitos: Diploma graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Seminários em Análise de Mercado Digital, Marketing Digital, Gestão da Informação e do Conhecimento, Planejamento Estratégico Digital, Gestão da Tecnologia e Inovação, Convergência de Mídias, Planejamento de Mídias Digitais, Gestão de Marcas Online, Gestão de Projetos Digitais, Mobile Marketing.

Endereço: Av. Prof. Mário Werneck, 1685 – Estoril – CEP: 30455-610 BH/MG e informações: www.unibh.br

_____________________________________________________

Mídias Sociais e planejamento estratégico de comunicação digital

Newton Paiva – MG | 360h

Pré-requisitos: Diploma graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Mídias Sociais e Meios Digitais – Sociedade em rede – Convergência e Tecnologia – Gestão e Desenvolvimento de Conteúdo para Meios Digitais – Design, Usabilidade e Arquitetura da informação – Planejamento e Gestão de Comunicação e Mídia em Meios Digitais – Multimídia para Meios Digitais – Marketing para Mídias Sociais – Pesquisa e Mensuração de Resultados em Meios Digitais – Gerenciamento de Projetos Web – Negócios para Meios Digitais – Planejamento e Gestão de E-Commerce – Direito Autoral em Meios Digitais – Metodologia de Pesquisa.

Endereço: www.newtonpaiva.br

ESPÍRITO SANTO

Pós-graduação em Comunicação Integrada e Novas Mídias

UVV – ES | 360 horas

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: Redes de Comunicação e Sociabilidade, Pesquisa e Gestão da Informação, Projetos e Políticas em Comunicação, Comunicação, Imagem e Reputação, Valor Estratégico da Marca, Gestão da Comunicação no Mercado Publicitário, Comunicação e Relacionamento Estratégico (Stakeholders), Gestão do Entretenimento na Comunicação, Modelos de Jornalismo na Internet, Gestão da Comunicação no Setor Público, Mídias sociais: Comunicação e Interação, Metodologia da Pesquisa, Comunicação: Cidadania e Terceiro Setor, Assessoria de Imprensa e Mídia Training, Construção de Plano de Comunicação Integrada

Endereço: http://www.uvv.br/ensino/especializacao/cursoComunicacao.aspx

 

PARANÁ

MBA Executivo Concentração em Marketing Digital e Novas Mídias

Universidade Positivo – PR | 450 horas

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo

Principais Disciplinas: – Redes Sociais – Mundos Virtuais e Realidades Aumentadas – M-marketing – E-commerce em mercados abertos – Uso como ferramenta de comunicação – Planejamento Estratégico Digital – Composição e utilização de ferramentas digitais e novas mídias – Criatividade e Inovação – Inovação e intregração com novas mídias – Comportamento do Consumidor Contemporâneo.

Endereço : http://www.posup.com.br/curso.asp?id=224

_____________________________________________________

 

MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web

Pitágoras pós-graduação – PR | 620 horas

Pré-requisitos: diploma de graduação

Processo seletivo: Análise de currículo e histórico da graduação

Principais Disciplinas: Cibercultura e Redes Sociais, Comportamento do Consumidor On line, Marketing de Relacionamento, Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais, Pesquisa de Marketing Online, Inteligência de Mercado e Estratégia Competitiva, Introdução aos Padrões Web e Tecnologias para o Ambiente Digital, Web Metrics, Search Marketing e Otimização para Mecanismos de Busca, Técnicas de Produção e Estratégias de Conteúdo Digital, E-mail Marketing, Mobile Marketing, Planejamento de Marketing Digital e Gestão de Projetos Web.

Endereço : http://www.pospitagoras.com.br/cursos/mba-em-marketing-digital-e-gestao-de-projetos-web

RIO GRANDE DO SUL

Pós-graduação em Redes Sociais, Branding e Comunicação Digital
FACCAT – Taquara – RS | 374 horas

Pré-requisitos: diploma de Curso Superior

Processo seletivo: Análise de currículo e entrevista

Principais Disciplinas: Introdução às Redes Sociais, Semiótica e linguagem hipermidiática, Redes Sociais e organizações, Branding e Redes Sociais, Tecnologias audiovisuais e Redes Sociais, Teorias da comunicação e Redes Sociais, Projeto Final em Redes Sociais – TCC, Seminário I, Seminário II.

Endereço : http://comunicacao.faccat.br/index.php/fique-ligado/informacoes-completas-sobre-o-pos-redes-sociais-branding-e-comunicacao-digital/

Marketing online orientado à conversação

Esse foi o primeiro seminário da OMExpo Madrid 2010, apresentado por Pau Lari e Xavier Castellnou, ambos diretores do Canal Ip. O tema é super interessante, no sentido de difundir o conceito da taxa de conversão, sendo o mesmo a porcentagem de usuários que visitam uma página e que geram algum tipo de conversação, indicando a interação resultante das visitas. A conversação é apenas um tipo de conversão, que também pode ser o percentual de vendas online, envios de pedidos de informações, registro de usuários a newletter, etc.

É mais uma métrica que pode servir de termômetro para avaliar o desempenho das campanhas publicitárias nas mídias sociais e também na internet como um todo.

Para calcular a conversão de um site é só dividir o número de conversação gerada pelo número de visitantes.

Se o objetivo principal na web social é oferecer experiências aos usuários, para que eles possam recomendar nossa marca a amigos e familiares, é imprescindível estabelecer o máximo de diálogo com eles. Portanto, deve-se pensar em alguns fatores que influenciam diretamente a taxa de conversão de uma web:

1 – Acessível (Evitar flash e pensar uma página que ofereça conteúdo direto)

2 – Sedutora (Oferecer algo que atraia o usuário a seguir navegando)

3 – Confiável (Facilitar contato e texto explicativo sobre a empresa ou pessoal que está por trás do site)

4 – Designer profissional

5 – Atualização constante

6 – Seguir padrões de usabilidade

7 – Bem programada (Ter um código limpo, com meta tags bem definidas para facilitar a indexação nos buscadores)

8 – Controlada através de sistemas como google analytics

9 – Distribuir links de qualidade

Moderador, Community Manager e Analista de Mídias Sociais: Juntos, mas não misturados.

Tenho investigado muito sobre as funções de um profissional de comunicação nas mídias sociais e, apesar de não existir grandes referências bibliográficas sobre esse tema, percebo que até mesmo na prática ocorre uma certa confusão entre os envolvidos nesse dilema para chegar a um consenso e dar “nomes aos bois”, se assim podemos dizer.

Seguramente parte da incerteza sobre funções, formação, habilidades e até mesmo com o título profissional propriamente dito, parte do fato que essa é uma área muito nova e que ainda não terminamos de entender todas as suas possibilidades. Por isso, existem pessoas que se auto-intitulam analista de mídias sociais, mas que não sabem explicar exatamente o que isso significa.

Talvez outro agravante para essa incerteza decorre da amplitude do marketing nas mídias sociais, que engloba publicidade, venda, atendimento ao cliente, fidelização, comunicação corporativa, desenvolvimento de produtos, pesquisa de mercado, etc. Por isso, vou tentar esclarecer humildemente o que tenho entendido por moderador, community manager e analista de mídias sociais, após uma conversa com minha amiga Alba Calvillo que investiga ativamente esse assunto.

· Moderador – Tem como principal tarefa zelar pela qualidade do conteúdo gerado pelos usuários, comprovando se cumprem as regras de conduta de uma comunidade ou canal de comunicação, para evitar que haja problemas de convivência entre seus membros. Pode também servir de dinamizador que seria um membro mais que estimula os debates, participa ativamente, ajudando que a comunidade se mantenha viva.

· Community Manager – É o profissional responsável por sustentar, acrescentar e, de certa forma, defender a relação da empresa com seus clientes no âmbito digital. Portanto, deve entender que estratégias tem que seguir para construir relações em torno da marca e manter interações pessoais com os membros da comunidade da marca que representa. Suas ações estão baseadas nos planos de comunicação clássicos. Analisa os stakeholders, objetivos, estratégias, mensagens, canal dentro da internet e ações que irão desenvolver.

· Analista de Mídias Sociais – A principal diferença com o Community Manager é o conceito de comunidade. Ou seja, podem utilizar esses canais para propor estratégias de marketing (desde promoções a campanhas), mas não buscam necessariamente criar ou manter uma comunidade em torno de uma marca. Seu ponto de vista é mais corporativo e menos usuário.

Esse é um tema bastante interessante, e pretendo seguir abordando em futuros posts detalhando mais os requisitos técnicos de cada um, habilidades pessoais, formação profissional, etc. Como são conceitos bastantes novos deixo aberto a discussões. Vocês sempre podem concordar, discordar ou completar as informações que tenho postado. Sintam-se a vontade.

Audiências na internet: Imprecisão x Objeto de análise

No início, apoiando-se na natureza da comunicação através dos computadores, os especialistas de medição de audiências acreditavam estar diante de um meio que fosse converter seu trabalho em uma ciência quase exata. Levando em consideração que a comunicação online sempre deixa rastro, e esse rastro é facilmente registrado, armazenado e recuperável, se podia pensar que a medição de audiências na internet superaria as deficiências e limitações da audimetria dos meios tradicionais.

Mas, o que podemos comprovar até hoje é que estão aplicando praticamente os mesmos métodos e técnicas já utilizadas para quantificar os meios tradicionais. Nos deparamos a basicamente com três metodologias: site-centric, ad-centric e user-centric, baseados nos servidores, na publicidade e nos usuários, respectivamente.

· Site-Centric – Através da análise dos logfiles dos servidores, que medem automaticamente as páginas que são carregadas. É considerado seguro pelos procedimentos de amostragem, ou seja, o sistema analisa o total das solicitações de página por parte dos usuários. Esse sistema de introdução de marcadores não é visível para os internautas.

É o método utilizado por OJD, empresa espanhola que se encarrega do controle de tirada e difusão de vários tipos de meios de comunicação na Espanha. Para fornecer dados mais precisos e intensificar a investigação na medição de audiências na internet criou a OJDinteractive, que contabilizou em setembro do ano passado, 24 milhões de usuários únicos na Espanha.

· Ad-Centric – Se centram essencialmente em medir a audiência nos banners publicitários, mas não são muito difundidos no mercado porque a medição de parte nunca pode chegar a ser utilizada como moeda de troca.

·User-Centric

Questionários – Utiliza uma amostra da população para medir temas como a penetração e o uso da internet, através de procedimentos de interrogação, que recentemente podem ser realizados online. AIMC é a empresa que realiza o Estudo Geral dos Meios na Espanha,  utiliza essa metodologia tradicional para medir a audiencia na internet, e afirma que em março de 2009 tinhamos 19,7 milhoes de usuários únicos na Espanha.

Painéis eletrônicos – São estudos em grande escala que selecionam uma amostra de usuários de internet, instalam um software de medição para gravar eletronicamente e passivamente o uso do computador e da internet. Transmitem automaticamente os dados ao centro de pesquisa da empresa responsável por contabilizar. Métodos usados pelas gigantes Nielsen e comScore que afirmam que na Espanha temos 24,70 e 19,84 milhões respectivamente.

Como podemos ver, existe uma discrepância nos resultados quantificados pelas maiores empresas do setor. Tal fato pode ser justificado se partirmos do princípio que as metodologias de medida existentes hoje não estão dirigidas ao mesmo objetivo, e portanto não são substitutivas, ao contrário podemos perceber que a internet é um meio que oferece tantas possibilidades, que talvez nao seja possível encontrar um formato de medida standard, e sempre será necessário aplicar um conjuntos de técnicas para apresentar resultados mais precisos da audiencia nesse meio.