Gestão da Comunicação nas Mídias Sociais

Essa foi a palestra ministrada por mim no 1º Encontro de Comunicação Digital da Paraíba. O evento contou com a presença de quase 500 participantes, entre eles estavam estudantes e profissionais que atuam nos mais diversos setores. Com o objetivo de lançar a pós-graduaçao em gestão estratégica da comunicação digital na qual faço parte do corpo docente, a Solaris Cursos organizou magistralmente o evento e, possibilitou a todos os participantes, uma experiência única que serviu de ponta pé inicial para fomentar a inteligência do mercado nordestino.

 

Confira abaixo a apresentação:

 

Anúncios

I Encontro de Comunicação Digital da Paraíba

No dia 24 de fevereiro participarei do I Encontro de Comunicação Digital da Paraíba que acontecerá no hotel Tambaú em João Pessoa. O tema da minha palestra será “Gestão da comunicação nas mídias sociais”, onde irei abordar o processo de gestão estratégica da comunicação organizacional no novo entorno digital. Estarão presentes também profissionais que são referencias no mercado: Cláudio Torres, autor do livro a Bíblia do Marketing Digital; e Ricardo Oliveira que mantém o projeto Diversitá.

A Solaris Cursos é a organizadora do evento que será utilizado para lançar oficialmente a pós-graduação Gestão estratégica da comunicação digital.

As inscrições serão realizadas no site www.solariscursos.com.br. Para maiores informações sobre o evento ligue no (83) 3225-1717. Participem!!!

 

Gestão das Mídias Sociais: Ciclo de trabalho

Como gerir as mídias sociais para manter uma comunicação efetiva?

 

Está é uma grande dúvida que paira sobre as mentes pensantes interessadas em se posicionar no universo online. Em uma busca rápida pela internet, é possível ter acesso a algumas fórmulas ou conselhos que potencializam a presença digital. No entanto, antes de decidir como irá utilizar os sites de redes sociais é imprescindível identificar os objetivos do seu negócio, e, a partir disso, estabelecer o propósito da utilização desses recursos para potencializar o alcance dos objetivos gerais. Nesse sentido, entende-se que a manutenção dos perfis nas mídias sociais deve estar em consonância com o objetivo maior que a organização pretende alcançar.

 

Com intuito de traçar alguns direcionamentos de atuação, elaborei uma proposta para guiar o ciclo fundamental de trabalho nas mídias sociais. Este ciclo é composto de 6 etapas, todas consideradas essenciais para a obtenção de um resultado positivo.

Para um maior entendimento de cada etapa, descrevo abaixo os principais objetivos de cada uma delas:

 

1 – Verificar a reputação online da marca

  • Identificar se a imagem comunicada está em consonância com imagem percebida pelos usuários
  • Observar sua prática enquanto marca
  • Compreender como é possível estreitar os laços com os consumidores

 

2 – Identificar o público-alvo

  • Necessidades – Quais são as necessidades de informação e engajamento das pessoas que você quer impactar?
  • Os canais preferidos – Onde é que os usuários navegam e quais são as influências mais fortes?
  • Tipos de Mídia – Identificar se há um tipo de mídia preferido. Pode ser muito mais eficaz para estimular o engajamento e compartilhamento de conteúdo. O vídeo é popular, mas nem sempre apropriado, existe uma infinidade de formatos.
  • Comportamentos Sociais – Os clientes criam, compartilham ou apenas observam? Será que eles se comportam de forma diferente em cada mídia social?
  • Métodos de preferências de comunicação são muito importantes. Um tweet pode ser bem aceito com algumas pessoas, enquanto outros preferem uma mensagem privada ou e-mail.

 

3 – Analisar os concorrentes

  • Verificar posicionamento online dos concorrentes
  • Produção de conteúdo realizada por eles
  • Tipos de interações
  • Público que eles atingem

 

4 – Estabelecer os objetivos de comunicação

O professor Mitsuru Yanaze estabelece um modelo de categorização dos 14 possíveis objetivos de comunicação que uma organização pode ter, eles influenciarão a definição de estratégias e canais utilizados, são eles:

  • Despertar consciência
  • Garantir identificação
  • Levar à decisão
  • Chamar atenção
  • Criar desejo
  • Efetivar a ação
  • Obter fidelidade
  • Suscitar interesse
  • Suscitar expectativa
  • Manter a satisfação após-ação
  • Gerar disseminação
  • Proporcionar conhecimento
  • Conseguir a preferência
  • Estabelecer Interação

 

5 – Selecionar mídias sociais

As possibilidades são infinitas, por isso é necessário buscar as mídias sociais que mais se adéquam aos objetivos de comunicação, assim como ao público que pretende atingir.

 

6 – Produção de conteúdo relevante

  • Adequação da produção de conteúdo
  • Mapear conteúdos relevantes para o público
  • Ampliar alcance das mensagens, participação contínua em outros ambientes digitais
  • Integrar comunicação digital

 

Seguir esse ciclo é fundamental para obter resultados satisfatórios com a manuntenção de presença online. Vale ressaltar que esse ciclo precisa ser retroalimentado constantemente, obedecendo à dinâmica do mercado que está em constante transformação. Por outro lado, é necessário realizar um monitoramento constante para identificar novas demandas, o qual também ajudará na avaliação dos resultados obtidos nas mídias sociais.

 

Esse conteúdo faz parte da aula sobre estratégia de comunicação em mídias sociais, ministrada no curso Gestão Avançada das Mídias Sociais. A aula completa pode ser acessada no slide abaixo:

Curso Gestão Avançada em Mídias Sociais

A PaperCliQ acaba de fechar uma grande parceria para oferecer mais conteúdo e trocas de experiência com o mercado. Junto à Trespontos – Rede de Socialização de Conhecimento já presente em Salvador, Feira de Santana, Belo Horizonte, Recife e Aracaju, a PaperCliQ passará também a oferecer cursos de comunicação digital para o público em geral.

O primeiro fruto dessa parceria será o curso Gestão Avançada em Mídias Sociais, em Salvador.Voltado a estudantes e profissionais de comunicação, o curso de 16 horas trará conteúdo expositivo e muitos cases, exemplos e exercícios práticos de “Estratégias de Comunicação” e “Mensuração, Métricas e Resultados”.

Os facilitadores serão: Renata Cerqueira (Dir. de Monitoramento e Análise), Tarcízio Silva (Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento), Marcel Ayres (Diretor de Planejamento) e eu, Danila Dourado, Gerente de Monitoramento e Análise.

Vejam a ementa básica:

Parte 1: Estratégia de Comunicação em Mídias Sociais
– Web 2.0: definição e cenário;
– Comportamento do consumidor digital;
– Ambiente Online;
– Panorama das Mídias Sociais: definição e cenário.
– Mapeamento e categorização;
– Usos e potencialidades;
– Apresentação dos(as) conceitos, dados, características, recursos, possibilidades de interação, dinâmica de atualização, formas de apresentação do conteúdo, e recomendações vinculados(as) às mídias sociais:

– Em destaque no Brasil (Ex.Twittter, Facebook, Orkut, YouTube, Flickr, Blog etc.)
– De nicho (Ex. Ning, Linkedin, Skoob, Last.Fm etc.);-
– Em ascensão no Brasil ou com usos distintos (Ex. Tumblr, Foursquare, Formspring, Me Adiciona etc.).

– Mercado da Comunicação Digital e Mídias Sociais;
– Apresentação do ciclo fundamental de trabalho: da criação dos perfis ao acompanhamento e avaliação dos resultados;
– Produzindo um planejamento de comunicação em mídias sociais;
– Ferramentas especializadas;
– Ética, Etiqueta e outros direcionamentos.

Parte 2: Mensuração, Métricas e Resultados
– Panorama: definição, cenário e dados;
– Papel da Mensuração para a comunicação organizacional;
– Características das Mídias Sociais: principais mídias, mídias sociais de nicho, mídias sociais em ascensão
– Possibilidades e Métricas para Mensuração;
– Alcance, Adequação, Influência e Engajamento;
– Apresentação dos softwares de Mensuração (gratuitos e pagos);
– Metodologias de trabalho;
– Modelos possíveis de relatórios de Mensuração;
– Apresentação visual da informação;
– Potencialidades e limites.
– O papel da mensuração online na gestão das mídias sociais;
– Ferramentas: arquivamento das informações; Analytics; softwares de monitoramento e análise; mecanismos de busca geral e segmentada; classificação de perfis/usuários; avaliação de presença, alcance e resposta.
– Planejando a Mensuração;
– Exercícios.

 

Para ver alguns exemplos de aulas e palestras realizadas pela PaperCliQ, acesse o slideshare: www.slideshare.net/papercliq/tag/aulas.

Aproveite as condições de lançamento e inscreva-se em: www.trespontosparavoce.com .

ROI x Mídias sociais: Reflexões sobre uma controvérsia

Um tema muito intrigante e frequentemente encarado com certo descrédito dentro do business coorporativo.

Essa seria a melhor descrição de como o cálculo do ROI nas mídias sociais vem sendo percebido pelas empresas. Mesmo consciente dos riscos e da grande predisposição em realizar afirmações levianas sobre o retorno do investimento nesse entorno, escolhi essa temática para apresentar no grupo de estudo da PaperCliQ, internamente conhecido como GEPIQ.

Percebi ao longo das leituras que o ROI não é digno de controvérsia apenas nessas mídias digitais, o marketing “tradicional” também sofre para encontrar variáveis fiéis que indicam um retorno do investimento previamente realizado para efetivar ações estratégicas.

Além disso, muitas correntes de estudos afirmam que o I da sigla representaria influência, já que por ser um ambiente social, trabalha com pessoas e não com marcas, e, por isso, objetiva a construção de relacionamentos.

Do meu ponto de vista, ainda é um tema que necessita de muitos esclarecimentos para alcançar maturidade, para posteriormente ser aplicado com veemência nas empresas. Até lá, está claro que não é possível ter retorno sem estabelecer previamente os objetivos inerentes à participação nas mídias sociais. É necessário determinar o que se pretende atingir dentro dessas redes sociais, já que para cada uso existem diferentes métricas.

Deixo a apresentação para a análise de vocês, se souberem de algum material interessante que aborde o ROI como indicador financeiro, por favor, me avise.

#Paposemrede sobre Ebook

Amanhã 21/09 às 21h tem #paposemrede (http://tinychat.com/midiassociais), organizado pela Marcia Ceschini sobre o Ebook #MídiasSociais: Perspectivas, Tendências e Reflexões. Esta edição especial, que participarei como mediadora, contará com a presença de alguns autores do ebook:

Patrícia Moura >>

Ações de Marketing com grupos de referência e influenciadores no contexto das mídias sociais.

Henrique Puccini >>

Redes Sociais e inteligência de mercado

Mirna Tonus >>

Mídias sociais e educação: foco na informação e na interação.

Nina Santos >>

Criação e manutenção de perfis políticos online: uma experiência prática

…………………………………………………………………………………………………………………………

Sintam-se à vontade para participar.

Ps.: Aos indisponíveis: quem quiser pode enviar perguntas que eu lanço na discussão por vocês.

Usos e Gratificações nas mídias sociais

A premissa básica da teoria dos Usos e Gratificações é que a audiência é ativa, e utiliza conscientemente os meios de comunicação com um propósito claramente determinado. Essa corrente de estudo viabiliza um maior entendimento da sociedade da informação, que sobrevive em um cenário de busca incessante pela satisfação de necessidades individuais.

Katz, em uma analogia com a pirâmide de Maslow, catalogou as necessidades que um membro da audiência pretende satisfazer ao consumir uma mensagem, são elas: cognitiva, afetiva, interação social, interação pessoal e de escape.

Posteriormente Denis Mcquail listou algumas possíveis motivações para o uso dos meios de comunicação. Partido dessas duas análises, se pretende averiguar quais seriam as possíveis motivações x necessidade que impulsionam os usos das mídias sociais.

1- Necessidades Cognitivas:

  • Promoção de informação e dicas ao informa aos outros usuários através de suas páginas pessoais e grupos que são fãs. Portanto, é um canal de distribuição de conteúdo, como links de notícias e de produtos / serviços recomendados.
  • Aprender sobre a sociedade e o mundo aplicando o conceito de cibercidadania, feito sem sair de casa, espalhando informações de sensibilização social.
  • Nas redes sociais é possível aplicar o caráter seletivo no comportamento dos usuários, no sentido em que só se consome o conteúdo desejado.
  • Fácil acesso aos diversos tipos de conteúdos, a prática da cibercidadania e consumo seletivo, mostrar que o utilitarismo pode direcionar o interesse do usuário.
  • É visível a intencionalidade de engajamento por parte dos usuários das rede social a partir da observação do esforço para manter um perfil ativo.
  • As mídias sociais representam o ambiente ideal para resistir às influências impostas pela mídia tradicional, porque os usuários podem comentar, criticar e sugerir nenhum pré-requisito.

2- Necessidades Afetivas:

  • Apesar da possibilidade de entrar em um mundo imaginário, o contato social é eficaz, principalmente devido à interação com os amigos que pode ser real ou virtual.
  • Pode ter maior liberdade de expressão e emoções, através da produção e distribuição de conteúdo.
  • Os internautas se envolvem em relacionamentos criados e mantidos no mundo virtual.

3- Necessidades de Interação pessoal:

  • A redução da insegurança pessoal ocorre na Internet que se tornem agentes ambientais e pode dar sua versão dos acontecimentos, o que psicologicamente influencia uma maior chance de interação.
  • O usuário ativo pode adquirir uma estrutura para a rotina diária através de uma maior interação social e acesso à informação, uma vez que esses recursos incluem trazer prazer e substratos psicológicos.

4- Necessidades de Interação Social:

  • Se sentir conectado a uma comunidade, ou seja, “o sentido de comunidade definido por McMillan e Chassis (1986) como o sentimento que gera nas pessoas se sentir valorizado pelos membros de um grupo e fazer parte de uma comunidade.
  • Os SM constituem uma base para o contato social, uma vez que de acordo com Stavrositu e Sundar (2008) “o senso de comunidade aumenta com a freqüência com que há troca de informações”

5 – Necessidades de Escape:

  • As redes sociais são uma forma de contato social, mas em alguns casos pode assumir o papel de substituir o contato pessoal social.
  • Ao participar das discussões geradas nas mídias sociais, com todas suas ferramentas que misturam entretenimento e informação, se têm a oportunidade de fugir dos problemas e sofrimentos do cotidiano, disponibilizando assim de um forte apoio para passar o tempo ocioso.

É importante para o profissional de mídias sociais saber identificar as necessidades dos seus usuários, pois com isso, poderá planificar estratégias que estimulam as principais motivações intrínsecas ao uso dessas plataformas. Seguramente esse conhecimento o fará ter mais vias para garantir resultados satisfatórios nas ações realizadas.