Moderador, Community Manager e Analista de Mídias Sociais: Juntos, mas não misturados.

Tenho investigado muito sobre as funções de um profissional de comunicação nas mídias sociais e, apesar de não existir grandes referências bibliográficas sobre esse tema, percebo que até mesmo na prática ocorre uma certa confusão entre os envolvidos nesse dilema para chegar a um consenso e dar “nomes aos bois”, se assim podemos dizer.

Seguramente parte da incerteza sobre funções, formação, habilidades e até mesmo com o título profissional propriamente dito, parte do fato que essa é uma área muito nova e que ainda não terminamos de entender todas as suas possibilidades. Por isso, existem pessoas que se auto-intitulam analista de mídias sociais, mas que não sabem explicar exatamente o que isso significa.

Talvez outro agravante para essa incerteza decorre da amplitude do marketing nas mídias sociais, que engloba publicidade, venda, atendimento ao cliente, fidelização, comunicação corporativa, desenvolvimento de produtos, pesquisa de mercado, etc. Por isso, vou tentar esclarecer humildemente o que tenho entendido por moderador, community manager e analista de mídias sociais, após uma conversa com minha amiga Alba Calvillo que investiga ativamente esse assunto.

· Moderador – Tem como principal tarefa zelar pela qualidade do conteúdo gerado pelos usuários, comprovando se cumprem as regras de conduta de uma comunidade ou canal de comunicação, para evitar que haja problemas de convivência entre seus membros. Pode também servir de dinamizador que seria um membro mais que estimula os debates, participa ativamente, ajudando que a comunidade se mantenha viva.

· Community Manager – É o profissional responsável por sustentar, acrescentar e, de certa forma, defender a relação da empresa com seus clientes no âmbito digital. Portanto, deve entender que estratégias tem que seguir para construir relações em torno da marca e manter interações pessoais com os membros da comunidade da marca que representa. Suas ações estão baseadas nos planos de comunicação clássicos. Analisa os stakeholders, objetivos, estratégias, mensagens, canal dentro da internet e ações que irão desenvolver.

· Analista de Mídias Sociais – A principal diferença com o Community Manager é o conceito de comunidade. Ou seja, podem utilizar esses canais para propor estratégias de marketing (desde promoções a campanhas), mas não buscam necessariamente criar ou manter uma comunidade em torno de uma marca. Seu ponto de vista é mais corporativo e menos usuário.

Esse é um tema bastante interessante, e pretendo seguir abordando em futuros posts detalhando mais os requisitos técnicos de cada um, habilidades pessoais, formação profissional, etc. Como são conceitos bastantes novos deixo aberto a discussões. Vocês sempre podem concordar, discordar ou completar as informações que tenho postado. Sintam-se a vontade.

Anúncios